Memória Biocultural, A - A Importância Ecológica das Sabedorias Tradicionais

Estoque: 0

Carregando...
Baseados na síntese de pesquisas realizadas em diferentes campos disciplinares e em várias regiões do planeta, Víctor Toledo e Narciso Barrera-Bassols apresentam evidências inequívocas de que a reconexão entre a agricultura e a natureza só será possível por meio de dinâmicas coevolutivas fundadas no que eles definem como o axioma biocultural, que pressupõe a diversidade biológica e a diversidade cultural como construções mutuamente dependentes
enraizadas em contextos geográficos definidos.
 
A agricultura camponesa é a principal força social que molda dialeticamente essas construções bioculturais. Sempre que operando com margens de liberdade suficientes para reproduzir seus modos de produção e de vida, o campesinato estabelece metabolismos socioecológicos de elevada sustentabilidade e resiliência, uma vez que seus arranjos técnico-institucionais se baseiam em um conjunto de princípios comuns ao funcionamento da natureza: a diversidade; a natureza cíclica dos processos; a flexibilidade adaptativa; a interdependência; e os vínculos associati vos e de cooperação.
 
Esses princípios inscritos nas memórias bioculturais são vetores que impulsionam as trajetórias da inovação camponesa. Essa é a razão pela qual os autores ressaltam a importância das sabedorias tradicionais como elos entre o passado, o presente e o futuro da Humanidade. Defender as memórias e culti var as sabedorias são tarefas urgentes que cobram um enfoque científico pautado por uma epistemologia fundada no diálogo de saberes: a Agroecologia.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Editora: Expressão Popular
  • Autor: Víctor M. Toledo
  • ISBN: 9788577432479
  • Edição: 1
  • Data de Publicação: 2014
  • Número de páginas: 225